O Poder das Palavras


Se a humanidade soubesse  o poder das palavras nunca a usaria levianamente. A palavra tem o poder de matar ou dar vida; curar ou ferir; unir ou separar.
Existem inúmeras histórias onde os indivíduos relatam preferir ter apanhado, a ouvir as palavras ditas pela outra pessoa. As palavras têm o poder de ferir a alma e destruir os relacionamentos.
Possivelmente, essa dor seja causada pela compreensão que temos do sentimento expresso pelo outro quando está falando. Não sei se você já percebeu, mas nesses momentos parece que estamos sentindo a raiva, a mágoa e o rancor enquanto a pessoa verbaliza seus sentimentos.
Por isso, precisamos ter a cautela quando conversamos com outra pessoa, tomando o cuidado de não falar algo que possa ferir ou magoar ninguém.
Assim como as palavras podem causar danos a um relacionamento, elas também podem gerar cura. O autor de provérbios diz: “As palavras suaves são favos de mel, doces para a alma, e saúde para os ossos.” (Provérbios 16: 24).
Por mais simplório que pareça, para alcançar o bem-estar em seus relacionamentos é preciso ter em mente a necessidade de utilizar as palavras apropriadas, nas horas certas e com as pessoas corretas.
Diferente do pensamento da maioria, o segredo não está em falar tudo o que pensa, mas em saber filtrar os seus pensamentos, falando apenas quando for necessário, tendo o cuidado de dizer algo capaz de promover a salubridade no relacionamento.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APONTAR O DEDO É FÁCIL, DIFÍCIL É ESTENDER A MÃO

Troca de Valores

A Quebra de Princípios Gera Condenação