Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2016

A GERAÇÃO DO DESCARTÁVEL É UMA GERAÇÃO DOENTE

Imagem
Um dos filmes mais famosos de Charles Chaplin, Tempos Modernos, faz uma crítica ao modelo de trabalho de sua época. Na película, seu personagem é funcionário de uma fábrica e precisa trabalhar arduamente para poder atingir todas as metas estipuladas pelo seu empregador. Foi uma forma engraçada de questionar o modelo de trabalho da era industrial.
Creio, que se ainda estivesse vivo, faria um filme diferente nos dias de hoje. Possivelmente, abordaria a falta de comprometimento, de profundidade e paixão das pessoas. Ao que nos parece, a humanidade perdeu a capacidade de valorizar tudo.
Vivemos na era do descartável: usou, joga fora; quebrou, joga fora; cansou, joga fora. Tudo é descartado rapidamente. Infelizmente, até os relacionamentos se tornaram algo descartável. As pessoas estão juntas hoje, amanhã já não sabemos.
Aliás, é bem possível que daqui a trinta segundos, quando acabar de ler essa matéria, esse exemplar da Revista Altares já esteja na lixeira e as matérias sejam apenas uma va…