Todo Processo de Mudança tem Dificuldade



Diariamente encontramos pessoas reclamando por não conseguirem mudar. Reconhecem o seu erro, entendem que precisam de mudança, mas não conseguem fazê-la. Elas dizem não ter forças suficientes para conseguir alcançar a vitória.

O problema é que as pessoas querem as coisas da maneira mais fácil, algo sem nenhuma dificuldade, que não lhes imponha algum tipo de trabalho. Elas querem uma mágica, alguém que com uma varinha resolva todos os seus problemas. 

Diante desses fatos sempre ouvimos as mais diversas desculpas, mas a verdade é que a grande maioria nunca decidiu realmente mudar. Existe uma diferença entre saber que precisa mudar e decidir mudar. Ninguém conseguirá fazer qualquer tipo de mudança se não entrar na rota da mudança.

A primeira coisa que a pessoa precisa fazer para conseguir mudar é reconhecer o seu erro, e na grande maioria dos casos, essa é uma das coisas mais difíceis nesse processo. Isso porque reconhecer o erro implica renúncia, deixar de lado o orgulho, se despir completamente diante de Deus e dos homens.

A maioria das pessoas tem vergonha de reconhecer os seus erros diante dos outros por achar que estarão demonstrando algum tipo de fraqueza, mais a pessoa mais fraca é aquela que vive se escondendo atrás da falha.

A segunda coisa que a pessoa precisa é entender que o processo de mudança não será fácil, pelo contrário, as dificuldades e os problemas irão aumentar consideravelmente. É como o pedreiro que vai fazer uma reforma na casa, primeiro ele tem que derrubar tudo que é velho, retirar os entulhos, e toda sujeira para só depois começar a reconstruir.

Quando a pessoa decide mudar ela precisa começar a derrubar velhos conceitos, destruir velhos pensamentos e abandonar os velhos sentimentos e traumas que vem carregando na sua vida e que impede de viver o novo.

A terceira coisa a fazer no processo de mudança é reconhecer que precisa de ajuda. Ninguém consegue mudar sozinho. A visão que as pessoas de fora têm a nosso respeito é mais ampla do que a nossa. Quem olha de fora percebe detalhes que quem está dentro não consegue enxergar.

O apóstolo Paulo diz que devemos “levar as cargas uns dos outros...” (Gálatas 6:2). Levar a carga significa ajudar, dar apoio, compartilhar os problemas com a outra pessoa, em outras palavras confiem uns nos outros a ponto de repartirem suas dificuldades e seus problemas. E isso diz respeito a quem irá ajudar e a quem receberá ajuda.

Todo processo de mudança tem dificuldade, ninguém nunca disse que seria fácil. Ele também é árduo e trabalhoso, mas com recompensas maravilhosas e surpreendentes no final. Para alcançá-lo não podemos desistir no meio do caminho, mas vencer o medo e os desafios que a mudança nos impõe. O que não podemos é ficar conformados com a mediocridade. 

Comentários

  1. parabens,, cara vc escreve umas palavras mt legais,, e edificantes, continue escrevendo pra nós,, valeu graça e paz.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

APONTAR O DEDO É FÁCIL, DIFÍCIL É ESTENDER A MÃO

Troca de Valores

A Quebra de Princípios Gera Condenação