CUIDADO COM AS PALAVRAS


As pessoas vivem ignorando o poder das palavras. Elas falam a primeira coisa que vem a cabeça e acabam se esquecendo de como é importante no mundo físico e espiritual as suas palavras.
O Apóstolo Tiago diz o seguinte: “Com a língua bendizemos ao Senhor e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. Da mesma boca procedem bênção e maldição.” (Tiago 3:9-10).
Todo indivíduo tem o poder de liberar benção e maldição sobre sua própria vida e sobre a vida daqueles que estão a sua volta. Basta uma única palavra e o mundo espiritual já se agita em função daquilo que fora dito.
Por esse motivo, é preciso tomar cuidado com as palavras utilizadas no cotidiano, pois elas têm o poder de dar vida ou morte, de trazer a benção e a maldição. É um princípio, estabelecido pelo Eterno desde a criação do mundo.
Uma prova simples disso, atuando no mundo físico, está justamente nos relacionamentos. Muitos relacionamentos são abalados por causa das palavras impensadas ditas por uma das partes, ou por ambas.
Todas as palavras podem trazer vida ou morte a um relacionamento. Tudo dependerá da circunstância, do modo e da intensidade como foram faladas. Ignorar este fato pode destruir, completamente uma relação.
No mundo espiritual é a mesma coisa, quando alguém fala determinada palavra está liberando nas regiões celestes fundamentos para que seja implantada a benção ou a maldição em sua vida.
Por isso, é preciso tomar cuidado com aquilo que está dizendo, passando cada frase pelo crivo da Palavra de Deus, filtrando os pensamentos e deixando-se guiar pelo Espírito Santo de Deus, que é capaz de colocar as palavras certas em nossa boca.
Isso, com certeza, não é fácil, mas quando é feito de coração aberto e completa humildade diante de Deus, o seu Espírito age de forma sobrenatural dando sabedoria a todos aqueles que se submetem a vontade do Senhor.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APONTAR O DEDO É FÁCIL, DIFÍCIL É ESTENDER A MÃO

Troca de Valores

A Quebra de Princípios Gera Condenação