Há Unidade na Diferença

Cada indivíduo é um ser único, portanto diferente de qualquer outra pessoa existente na face da terra. Ninguém é igual, todos têm características, qualidades e defeitos completamente diferentes uns dos outros.
Por mais parecidos que duas pessoas pareçam, elas nunca serão iguais, sempre manifestarão alguma coisa que a difere completamente das outras. Nem mesmo gêmeos idênticos são perfeitamente iguais. Eles podem até ter alguma semelhança, mas são completamente diferentes no caráter, na personalidade, enfim, em quase tudo.
O que a maioria das pessoas não se da conta que é justamente essa diferença que nos faz um. Quando Deus criou o homem, Ele faz macho e fêmea, portanto dois seres parecidos, da mesma espécie, mas completamente diferentes. A partir daí todo ser humano que passou pela terra foi um ser único.
É interessante ver tantas pessoas brigando diariamente, pois não conseguem conviver com as diferenças manifestas na vida de outra pessoa. A maioria fica incomodada e por esse motivo tentam imprimir nos outros suas próprias características em uma tentativa inútil de tentar fazer com que o outro seja igual a elas.
A diferença de cada individuo é extremamente importante para o bom desempenho que teremos aqui na terra. Isso porque, nossa diferença é a causa de estarmos sempre juntos. É como os pólos positivos e negativos, completamente diferentes, mas que se atraem para completar. Deus permitiu que fôssemos diferentes, pois sabia que seríamos atraídos por ela. Mais do que isso, ela é capaz de nos completar como corpo.
O apóstolo Paulo diz o seguinte sobre o assunto: “Ele mesmo deu uns para apóstolos, outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres.” (Efésios 4. 11). Segundo o apóstolo, as diferenças são uma forma de Deus trabalhar na igreja.
Cada indivíduo é importância dentro do Reino de Deus. Nele não há maior ou menor, mas cada um tem sua tarefa para desempenhar no corpo de Cristo, que é a Igreja.
Por isso, é de extrema importância que saibamos conviver com nossas diferenças, pois elas se completam na sublime tarefa de levar o evangelho do Reino a todas as tribos, povos e raças.
 Por mais estranho que possa parecer, por mais difícil de assimilar que pareça à limitada mente humana, existe um propósito especial nas diferenças, que é de nos tornar um em Deus.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APONTAR O DEDO É FÁCIL, DIFÍCIL É ESTENDER A MÃO

Troca de Valores

A Quebra de Princípios Gera Condenação