O Perigo Por Trás das Programações

Enquanto todos estão completamente despreocupados são inseridos vários filmes, novelas e seriados através dos diversos meios de comunicação com objetivo de divulgar temas como espiritismo, bruxaria, homossexualismo, dentre várias outras práticas nos lares abalando e destruindo a fé.
Não é de hoje que o cinema vem transformando monstros, demônios, vampiros, bruxas e outros personagens que sempre foram conhecidos como os vilões, em heróis. Aqueles que são um pouco mais atenciosos já perceberam que tudo isso tem como objetivo cauterizar a mente das pessoas, principalmente das crianças, e transformar aquilo que é errado em certo manipulando a verdade a favor das trevas e imprimindo a cultura do erro em nossa geração.
Há alguns meses atrás vimos centenas de jovens correndo para os cinemas, a fim de torcer pela “felicidade” de uma jovem apaixonada por um vampiro “do bem”. O mais absurdo é que inúmeras vezes a jovem deseja vender a sua alma para viver esse “grande amor” intensamente. Em um dos episódios ela não só deseja o suicídio, como muitas vezes o tenta com objetivo de chamar a atenção do seu amado que fora embora.
Isso sem contar os filmes e seriados onde bruxos são os mocinhos, demônios são os defensores da raça humana e monstros praticam atos heróicos. Estamos vivendo o tempo da inversão de valores.
Alguns dirão que isso não tem nada a ver, mais, quando olhamos com os olhos espirituais, podemos perceber a investida do inferno para tornar normais personagens e atitudes que destroem todos os conceitos verdadeiros que pregamos.
Precisamos nos conscientizar de que temos sido os primeiros a apoiar tais práticas, isso porque, na maioria dos casos, cristãos tem ficado na frente da TV aplaudindo suas programações e deixando que todas essas maldições entrem pela porta da frente de seus lares trazendo completa destruição para suas famílias.
A Bíblia diz que não devemos praticar as obras da carne, mas cada vez que damos Ibope para esse tipo de programação estamos permitindo que tudo isso entre em nossa casa, além de nos tornarmos coniventes com tais ações. O erro da conivência é tão grande quanto o da prática.
O salmista diz: “Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.” (Salmo 1:1). O que tem acontecido em nosso meio é justamente o contrário, temos parado e sentado para assistir os ensinamentos dos ímpios que são completamente contrários a Palavra de Deus.
O tempo que passamos assistindo programas inúteis, que só ensinam heresias, deveríamos passar estudando a palavra, orando e evangelizando.  Assumindo nossa posição como servos do Senhor e denunciando as obras mortas da carne e todos os ardis do diabo que têm sido lançados para iludir e cauterizar nossas mentes e a de nossos filhos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APONTAR O DEDO É FÁCIL, DIFÍCIL É ESTENDER A MÃO

Troca de Valores

A Quebra de Princípios Gera Condenação