Vencendo a Incerteza Através da Fé

Falamos em fazer sempre o melhor, nunca desanimar, nunca desistir, estar sempre sorrindo como se tudo a nossa volta estivesse sobre controle. Mas como fazê-lo quando as coisas não vão bem? Como sorrir quando a vontade é de chorar? Como animar quando se está desanimado? Como falar em solução se a nossa frente estão os problemas?
Estas são perguntas normais no cotidiano de muitas pessoas, daqueles que não encontram mais solução, que não sabem mais para onde ir e nem mesmo o que fazer. Quando os problemas vêm trazem junto com eles a incerteza e a incredulidade natural do ser humano.
Esses são pensamentos naturais que tomam conta da mente e dos sentimentos das pessoas em questão de segundos. Se o homem não decidir vencê-los provavelmente sucumbirá diante deles, perdendo por completo toda a fé que possui.
Certa vez Jesus contou a história de dois homens, um deles fez uma bela casa, a ornamentou, cercou de muros, mas não a construiu sobre fundamentos sólidos, segundo o Mestre aquele homem havia construído sua casa na areia. Isso aponta para algo sem sustentação, que pode ser abalado facilmente e até mesmo derrubado.
O segundo homem também fez uma bela casa, a ornamentou e murou da melhor forma possível, mas a diferença é que esse havia feito sua casa na rocha, com fundamentos firmes e inabaláveis.
Um dia o vento soprou muito forte naquele lugar, a casa que havia sido feita na areia foi completamente destruída, enquanto a casa que o homem fez firmada na rocha permaneceu firme, não foi abalada.
O interessante é que com certeza todas as duas casas foram atacadas pelo vento, as duas famílias ouviram os barulhos, o som ensurdecedor do vento batendo nas janelas, mas a diferença era que em uma pairava a certeza e a segurança, enquanto na outra a incerteza e a insegurança.
Jesus nunca disse que nossa vida seria isenta de problemas ou dificuldades, pelo contrário, Ele disse que no mundo teríamos muitas aflições, mas o que faria a diferença seria a fé de que nossas casas estão fundamentas na rocha que é Cristo. E mesmo que o vento sopre, que os problemas venham para abalar a fé, isso não seria possível, pois o fundamento é sólido o bastante para manter a estrutura de pé.
Não podemos deixar que os barulhos do vento que batem na janela tomem o controle de nossas vidas trazendo o medo, a incerteza, o descontrole e a insegurança. O vento pode até soprar do lado de fora, mas dentro há o controle e segurança que só o Altíssimo poderia nos dar.
Portanto, embora sejam naturais, não há motivos para ficar paralisado, olhando para as dificuldades como se elas fossem algo intransponível. Devemos acreditar que esse vendaval, embora forte, irá passar, e logo veremos o brilho do sol.
Podemos até mesmo ser confrontados pelas perguntas do início, mas é preciso ter a certeza de que elas fazem parte apenas do barulho provocado pelo vento, que não poderão abalar a estrutura de nossa casa, pois ela está fundamentada na Rocha. Precisamos viver a fé que realmente vence as incertezas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APONTAR O DEDO É FÁCIL, DIFÍCIL É ESTENDER A MÃO

Troca de Valores

A Quebra de Princípios Gera Condenação