O Agir de Deus


Existem momentos em nossa vida que fica difícil expressar, e entender, os sentimentos que inundam o coração. São momentos de êxtase, onde as palavras perdem o sentido, e qualquer adjetivo torna-se insignificante diante da magnitude de tudo que Deus fez.
Talvez por isso, os salmistas, os profetas, os apóstolos, outros autores e pessoas comuns, tenham encontrado tanta dificuldade para falar das alegrias causadas em suas vidas, através do agir do Eterno.
Nesses momentos, torna-se difícil explicar o que está sentindo, pois o sentimento de satisfação e alegria é maior do que qualquer coisa que um homem pode sentir.
Provavelmente, foi isso que Israel sentiu quando viu o milagre do mar se abrindo; foi esse mesmo sentimento que inundou o coração do cego Bartimeu, de Marta e Maria, e de muitos outros homens e mulheres que tiveram a oportunidade de desfrutar, ainda que um pouco, do mover de Deus.
O poeta costuma dizer que o agir de Deus é lindo. Quando Ele começa a fazer alguma maravilha, todos que estão diante do milagre ficam perplexos, com coração extasiado, ao contemplar o seu poder.
Quando Ele quer agir também não há quem possa impedir. Todos os poderes do mundo são insignificantes diante do poder do Eterno. Como Ele mesmo disse: “agindo Eu, quem impedirá?”
Contemplar as maravilhas do Eterno é a maior alegria daqueles que o servem. Isso porque, cada vez que estamos diante do seu agir temos a fé renovada e o coração restaurado diante de seu poder.
Gostaria de convidá-lo a refletir sobre as palavras do salmista, reproduzidas a seguir:
“[Salmo de Davi para o músico-mor, sobre Gitite] O SENHOR, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome em toda a terra, pois puseste a tua glória sobre os céus!
Tu ordenaste força da boca das crianças e dos que mamam, por causa dos teus inimigos, para fazer calar ao inimigo e ao vingador.
Quando vejo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que preparaste;
Que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o visites?
Pois pouco menor o fizeste do que os anjos, e de glória e de honra o coroaste.
Fazes com que ele tenha domínio sobre as obras das tuas mãos; tudo puseste debaixo de seus pés:
Todas as ovelhas e bois, assim como os animais do campo,
As aves dos céus, e os peixes do mar, e tudo o que passa pelas veredas dos mares.
O SENHOR, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome sobre toda a terra!
(Salmos 8:1-9).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APONTAR O DEDO É FÁCIL, DIFÍCIL É ESTENDER A MÃO

Troca de Valores

A Quebra de Princípios Gera Condenação