Santo Egoísmo


O egoísmo é uma das atitudes mais observadas em pessoas de todas as idades, independente da classe social ou poder econômico. Os que agem dessa forma parecem ter o coração de pedra, pois não se preocupam com as necessidades do outro.
Pessoas egoístas só pensam em satisfazer suas necessidades, estão sempre buscando realizar seus desejos, sem se preocupar com as necessidades dos outros. Elas nunca estão prontas para ajudar ninguém, mesmo que tenham a capacidade de fazer o bem, não o fazem.
Outra característica desses indivíduos é a ganância. Quanto mais eles têm, mais desejam adquirir. É como se pudessem abraçar o mundo e nunca fossem perder o que juntaram. Antes de surgir qualquer questionamento, queremos deixar claro que não é errado juntar, o assunto abordado aqui é outro e aponta para a cupidez.
Com certeza você já passou por situações onde necessitou da ajuda de alguém. Pior do que isso é saber que poderia ter recebido o apoio que precisava, mas isso não aconteceu, pois rejeitaram socorrê-lo. Em determinados momentos, a pessoa é tão egoísta que prefere deixar as coisas estragando do que ajudar aos outros.
O autor do livro de Provérbios diz o seguinte: “Ao que distribui mais se lhe acrescenta, e ao que retém mais do que é justo, é para a sua perda” (Provérbios 11. 24). Se observarmos atentamente o texto veremos que ele está falando do egoísmo.
Aquele que ajunta desregradamente, apenas para satisfazer seus próprios interesses, sem nunca preocupar-se com os outros a sua volta, acaba não desfrutando daquilo que tem, pois está tão envolvido na tarefa de adquirir, que acaba esquecendo de usufruir dos seus bens.
Em contra partida, uma pessoa com coração dadivoso, que ama abençoar os outros, desejoso de ver o bem do seu próximo, está sempre com o coração alegre, pois vê a recompensa do seu trabalho estampada no sorriso de alguém.
É claro que a decisão de ajudar é uma escolha individual. Ninguém é obrigado a amparar ninguém. Porém, todos colherão o fruto do seu plantio. Os que semeiam a bondade colhem os frutos da generosidade, mas aqueles que plantam egoísmo recolherão os frutos da sua ganância.
O ato de compartilhar o que tem é uma atitude daqueles que tem o coração sarado e estão prontos para auxiliar os outros em sua jornada, mesmo que isso lhes custe perder (doar) algumas coisas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APONTAR O DEDO É FÁCIL, DIFÍCIL É ESTENDER A MÃO

Troca de Valores

A Quebra de Princípios Gera Condenação