O Padrão Divino

Infelizmente, ainda encontramos muitas pessoas dentro da igreja que nunca tomaram a decisão de se afastar das paixões do mundo. Elas vivem completamente embriagadas pelos prazeres da carne, buscando satisfazer os anseios e desejos pecaminosos do seu coração.
Certa vez, Jesus declarou que não podemos servir a dois senhores. Ou seja, não dá para ficar em cima do muro. Precisamos fazer uma escolha simples, cumprir a vontade do Eterno ou realizar as vontades do príncipe deste século.
Não adianta ficar justificando as atitudes com a desculpa de que a carne é fraca. Afinal, existe uma diferença em não ser perfeito e cair esporadicamente e desejar cometer o pecado apoiando-se na misericórdia e perdão divino.
É claro que Deus é misericordioso e está sempre pronto a perdoar. Mas, Ele despreza e abomina todos aqueles que pecam deliberadamente, escarnecendo do sacrifício de seu filho, Jesus, na cruz do calvário.
Aqueles que agem dessa forma têm como padrão de vida as coisas do mundo. Eles são guiados pelos sentimentos e desejos que governam todos os outros homens. Todavia, o mundo não pode ser nossa referência, seus padrões não determinam nossas atitudes e suas fantasias não podem iludir a nossa alma.
Vivemos debaixo dos padrões de um Reino Eterno, prometido pelo Senhor a todos aqueles que cumprem a sua vontade. O nosso modelo de vida é baseado nos princípios básicos estabelecidos por Jesus durante seu ministério terreno.

A nossa missão é iluminar o mundo com o resplandecer da glória de Deus em nós; é servir de modelo perfeito do projeto principal de Deus para a humanidade. Fomos chamados para ser luz em meio às trevas. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APONTAR O DEDO É FÁCIL, DIFÍCIL É ESTENDER A MÃO

Troca de Valores

A Quebra de Princípios Gera Condenação