OS DESAFIOS DA MUDANÇA

Estava pensando sobre algumas frases que se tornaram jargão na boca de familiares, amigos e conhecidos de muitos cristãos. Coisas do tipo: "Você não é crente, como pode continuar fazendo isso?"; "Não mudou nada, continua a mesma coisa!"; "Quero ver você fazer essas coisas perto do seu pastor!".
O que mais me intriga não é a veracidade dessas afirmações, mas a hipocrisia por trás das palavra. Isso porque, mesmo diante de um fracasso iminente, normalmente, essas pessoas utilizam tais declarações para esconder seus próprios erros.
Além do mais, em todos os casos, eles reconhecem as inquestionáveis transformações na vida dos seus entes queridos. Segundo eles a mudança ocorreu “da água para o vinho". Sendo assim, por que continuam atacando a espiritualidade dos discípulos de Jesus, como se eles fossem pecadores irrecuperáveis?
O motivo é simples, quando reconhecemos Jesus como Senhor de nossas vidas assumimos a responsabilidade de nos tornarmos o seu referencial. Nossa vida passa a ser um modelo a ser seguido.
Se pudéssemos traduzir os sentimentos das pessoas, as frases acima seriam mais bem entendidas como um grito de socorro, algo do tipo: “Por favor, não erre, pois você é o meu referencial, aquele em quem me espelho."
Um dos grandes desafios da mudança é não trazer escândalo aqueles que estão ao nosso redor. Nossas atitudes precisam estar completamente sincronizadas com o nosso discurso.
Ninguém jamais será perfeito, mas é preciso ter a consciência de que estaremos sempre sendo observados. Existe uma expectativa a nosso respeito incalculável. Todos esperam que sejamos sempre o modelo de Jesus aqui na terra.

Esse, com certeza, é um dos grandes desafios da mudança de vida. Agir de tal maneira que as pessoas com quem convivemos sejam atraídas pelo amor transformador de Jesus em nós.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APONTAR O DEDO É FÁCIL, DIFÍCIL É ESTENDER A MÃO

Troca de Valores

A Quebra de Princípios Gera Condenação