O PAPEL TRANSFORMADOR DA IGREJA

A igreja sempre desempenhou um papel transformador. Desde o início, sua proposta tem sido ousada, mexendo com as estruturas e os padrões da sociedade, implantando as leis e os pensamentos do Reino de Deus, através do exemplo de vida deixado por Jesus.
Nesse novo século, um dos maiores desafios da igreja é permanecer fiel a sua proposta, visto que estamos vivendo uma época de escuridão moral, onde a impiedade, a dessacralização e a imoralidade controlam a maior parte da sociedade.
Infelizmente, existe uma propaganda maciça nos meios de comunicação para destruir todos os conceitos defendidos e estabelecidos pelo evangelho. Sutilmente, há uma guerra contra a família; com a religiosidade; a santidade e a pureza.
Entretanto, cabe a igreja a responsabilidade de permanecer fiel aos seus princípios, sem deixar-se contaminar pelas sugestivas propostas do inimigo, que aos poucos vem arregimentando, inclusive, alguns da nossa comunidade.
Não podemos nos esquecer que a igreja sempre foi um agente de transformação. Nossa missão é pregar a verdade do evangelho, como disse o apóstolo Paulo, “destruindo todo entendimento que se levanta contra o pensamento de Deus.”
Aliás, esse é o verdadeiro papel da igreja, levar a luz onde ainda existem trevas; pregar a libertação aos cativos e a abertura de portas aqueles que ainda estão presos. Para isso, é preciso sair das quatro paredes e se apresentar como o referencial divino para essa geração.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APONTAR O DEDO É FÁCIL, DIFÍCIL É ESTENDER A MÃO

Troca de Valores

A Quebra de Princípios Gera Condenação