PAIS, MODELOS PARA OS FILHOS

Nossos filhos não precisam que lhes digamos para serem cristãos, eles precisam que lhes ensinemos, com nossa vida, a ser um.

Eles não esperam que apontemos o caminho da adoração, mas anseiam que façamos com eles o trajeto até o trono da graça.

Eles não querem ser obrigados a fazer a leitura bíblica, mas desejam, ardentemente, que sentemos ao seu lado e viajemos pelas histórias bíblicas juntos.

Eles não querem ser obrigados a viver enclausurados em ordenanças, mas serem consumidos pela mesma paixão que nos consome.


O maior legado que podemos deixar para nossos filhos não é o da imposição de uma religiosidade fria, mas o calor da paixão e do anseio de nos relacionarmos com o Senhor Jesus. 

Pense sobre Isto!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APONTAR O DEDO É FÁCIL, DIFÍCIL É ESTENDER A MÃO

Troca de Valores

A Quebra de Princípios Gera Condenação