REFLEXÃO


Já me perguntaram se quando escrevo o faço especificamente para alguém. A resposta é bem simples: SIM!

Todas as vezes que escrevo um texto estou fazendo especificamente para mim.

Se quando escrevo as palavras não tocarem primeiro a mim; se elas não transformarem primeiro o meu caráter; se eu não for capaz de compreender o que escrevi, elas nunca poderão ajudar outras pessoas. 

As verdades que escrevo devem ser verdades, primeiramente, na minha vida, caso contrário serão vazias e sem sentido. Mesmo que ajudem alguém.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APONTAR O DEDO É FÁCIL, DIFÍCIL É ESTENDER A MÃO

Troca de Valores

A Quebra de Princípios Gera Condenação