A CHAVE PARA O REINO

Dois homens subiram ao monte juntos para orar. Chegando lá, os eles se ajoelharam e começaram suas orações. Até aí tudo bem, se não fosse a diferença notória na postura de cada um deles.
Um levantou a sua voz, manifestou uma postura opulenta e de olhos altivos, não se curvava diante do Senhor. O outro, com seu coração contristado e olhos marejados, balbuciava palavras de arrependimento enquanto as lágrimas escorriam lentamente pelo seu rosto e pingavam no chão.
O primeiro fazia da sua oração uma grande oportunidade de mostrar sua conduta exemplar e o quanto se orgulhava de não ser um pecador como o colega ao lado. O segundo, clamava, agora em voz alta, enquanto suas lágrimas encharcavam o chão: "Senhor, me perdoe, pois sou um pecador e necessito do teu perdão!".
Infelizmente, a maioria ainda age como o primeiro, achando que sua fraca conduta é o suficiente para salvá-los, esquecendo-se que o segredo da graça não está no mérito pessoal, mas no arrependimento.
O arrependimento não é justificativa, mas uma profunda constrição pelos seus erros, reconhecendo ser incapaz de alcançar o perdão pelos méritos pessoais.
Normalmente, todos estão preocupados com o ativismo. Mas, não se agrada a Deus através das obras; não é a capacidade elucrubativa; não é sua eloquência; nem sua persuasão; muito menos as coisas maravilhosas que já fez, tudo isso é importante, mas qualquer pessoa pode fazer.
A chave para entrar no Reino de Deus é o ARREPENDIMENTO. Jesus declarou: "Arrependei-vos, pois é chegado o Reino de Deus!". Essa mensagem era mais do que um mero discurso, ela é um princípio do Reino, indicando que só se chega à presença de Deus através do arrependimento.
Infelizmente, muitos se perdem ao pensar que suas ações são o suficiente para agradar a Deus. Eles se esquecem que para encontrá-lo é preciso, acima de tudo, arrependimento.
A porta que leva ao trono da graça já foi aberta através da morte sacrifical de Jesus na cruz do calvário. Naquele momento o Messias se tornou o caminho que nos leva de volta para o Pai. Todavia, para entrar é preciso utilizar a chave correta.
A Bíblia nos garante o seguinte: “Porque assim diz o Alto e o Sublime, que habita na eternidade, e cujo nome é Santo: Num alto e santo lugar habito; como também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos, e para vivificar o coração dos contritos.” (Isaías 57: 15).

Os termos “Contrito” e “Abatido” indicam as qualidades de um coração arrependido, que anseia por estar na presença do Rei. Em contra partida, também há uma garantia de que Ele abrirá as portas da sala do trono aqueles que se rendem completamente a sua vontade.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APONTAR O DEDO É FÁCIL, DIFÍCIL É ESTENDER A MÃO

Troca de Valores

A Quebra de Princípios Gera Condenação